O Instituto Cultural Floresta (ICF), em parceria com a Lauduz, lançou a campanha “A Melhor Conexão Com a Sua Saúde” que visa trazer, para todo o Rio Grande do Sul, atendimento médico gratuito e de forma remota.

O projeto tem como objetivo atender pessoas com sintomas gripais para auxiliar na diminuição dos casos graves de COVID-19 no Estado. O teleatendimento é totalmente gratuito e pode ser solicitado pelo site  https://app.lauduz.com/

A ação foi implementada, inicialmente, em Santa Maria e realizou mais de 5 mil teleatendimentos entre 2020 e 2021. O sistema está disponível para o Rio Grande do Sul inteiro a partir desta segunda-feira, 14.

O Instituto Cultural Floresta está envolvido na campanha conectando recursos e voluntários aos pacientes pela plataforma Lauduz COVID-19. O presidente do Conselho Consultivo do ICF, Claudio Goldsztein, ressalta a importância desta ação, sobretudo, neste momento de crise: “Nossa intenção é levar atendimento médico de qualidade e de forma gratuita aos gaúchos. Unimos forças para minimizar os impactos trazidos pela pandemia e estamos buscando maneiras de sair, o mais rápido possível, desta realidade.”

O projeto conta, também, com o apoio de médicos voluntários na realização dos atendimentos. O médico Caio Scocco, monitor do programa, relata os benefícios trazidos pela telemedicina: “O atendimento online agiliza o processo, tirando as pessoas possivelmente contaminadas do ambiente hospitalar, inibindo a contaminação. O atendimento remoto, ainda, traz maior conforto às pessoas debilitadas. Ainda, auxilia a rede pública neste momento difícil, reduzindo a utilização dos serviços que estão praticamente esgotados”, conta.

A chegada do teleatendimento beneficia os profissionais de saúde e a rede pública como um todo durante a pandemia. O médico Vivakanand Satram (Dr. Vick) , exalta a possibilidade de atendimento remoto neste momento de crise: “Com o teleatendimento, o paciente que tem sintomas de Covid não tem a necessidade de sair de casa. Ele receberá atendimento, prescrições, atestados e explicações pelo smartphone. E isso traz, ainda, facilidade para o profissional da saúde que pode atender pacientes de forma remota, possibilitando a inserção de mais profissionais da saúde neste momento de crise.”

(Visited 67 times, 1 visits today)